Página Principal Noticias
Logo

União Mutualista Nossa Senhora da Conceição


A fundação da União Mutualista Nossa Senhora da Conceição remonta a 1872, mais precisamente àquele dia 18 de Novembro em que El-Rei D. Luís I, “considerando que as sociedades desta natureza tendem a melhorar a sorte dos associados e muito contribuem para a sua moralização”, decidiu por bem aprovar os estatutos da Associação Fraternal do Monte-Pio da villa de Aldegalega do Ribatejo.

A nova instituição foi, assim, criada numa época em que as antigas confrarias com sede na Igreja Matriz do Divino Espírito Santo estavam praticamente extintas, e a Santa Casa da Misericórdia atravessava uma grave crise. Dada tal conjuntura, o seu surgimento ficou intimamente ligado aos anseios da população local, que procurava novas formas de solidariedade e de apoio na doença e na morte. Prova do seu imediato sucesso junto de todas as classes, das mais abonadas às mais desfavorecidas, um ano após a legalização a Associação Fraternal já contava 865 sócios, número excelente tendo em conta que a população da Aldeia Galega rondava os cinco mil habitantes.

Hoje, 142 anos volvidos, muitos estatutos renovados, ajustados à presente realidade social, a União Mutualista Nossa Senhora da Conceição – Associação Mutualista (UMNSC) continua a assentar toda a sua missão nos ideais de Fraternidade e Solidariedade, mantendo-se estes pilares base conciliados com o cuidado da adaptação constante ao nosso tempo e aos novos problemas que com eles emergem, de modo a encontrar respostas eficazes e contribuir para a satisfação das necessidades sentidas pela comunidade onde estão inseridas.

Nos termos dos actuais Estatutos, a União Mutualista Nossa Senhora da Conceição é uma Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos que prossegue fins nas áreas da Acção Social (Infância e Idoso) e da Saúde.

No domínio da Acção Social, na área da Infância a União Mutualista Nossa Senhora da Conceição foi sempre uma instituição pioneira no apoio ao desenvolvimento da criança, devendo-se-lhe a construção da Casa da Criança, em 1965/68, moderna unidade aberta às crianças de todos os estratos sociais, mormente as mais desfavorecidas. Actualmente, este Jardim de Infância continua a ser uma referência na cidade, acolhendo 145 crianças divididas pelas valências de Creche (73 crianças, sendo uma dezena delas em Berçário) e Pré-Escolar (72 crianças).

Contudo, este é apenas um dos equipamentos direccionados para essa área, já que o crescimento acelerado da cidade do Montijo, verificado em especial na última década – com a conclusão da Ponte Vasco da Gama em 1998 e subsequente acréscimo do número de moradores nesta zona a Sul do Tejo – obrigou a uma modernização das estruturas, por forma a fazer face à enorme procura no sector.

Para conhecer toda a História faça o download: